Impacto Social


Milhões de famílias vivem em empreendimentos sociais. Muitos desses moradores são oriundos de favelas, cortiços, áreas de risco, além dos sem teto. Mais do que habitação digna, ao se mudarem para um condomínio, terão endereço com CEP. Além da cidadania que aqueles dígitos representam, a oferta de água tratada e coleta de esgoto melhoram sensivelmente os indicadores de saúde pública.


O SmartSíndico foi concebido como um negócio de impacto social. Oferece solução escalável para o problema de gestão condominial de habitações sociais, pois capacita o síndico no desempenho das tarefas necessárias à boa administração, dentro da lei e a um preço compatível com essa realidade, impactando de maneira positiva a população residente e impactando positivamente a qualidade de vida.


Permite ainda a geração de renda na comunidade, na medida em que consegue compatibilizar as necessidades do condomínio com a oferta potencial de serviços pelos próprios moradores.


Porém, um novo problema se apresenta: a absoluta falta de experiência com a vida condominial. Viver em condomínio, alguns com 300 ou mais apartamentos, implica na administração das despesas comuns decorrentes, cobrança de rateio dessas despesas, prestação de contas, realização de assembleias formais, respeito à convenção e regulamento interno.


Por conta dos baixos valores das cotas e, por conseguinte, da receita ordinária mensal, além de outras peculiaridades típicas de HIS, esses empreendimentos não interessam às empresas administradoras de condomínios, o que não dá outra opção ao síndico, exceto a autogestão, sem estar preparado para isso, ou confiar a tarefa a terceiros igualmente despreparados.


O SmartSíndico veio para solucionar essa “dor” e, mais do que isso, conferir transparência à gestão, na medida em que todos os moradores podem acompanhar as atividades do síndico e as contas do condomínio.


Visite e saiba mais

Ajuda    -    Impacto Social    -    Aceleração    -    Política Privacidade